thumb

Catequese em ação: a importância do período da Mistagogia

A palavra Mistagogia ainda pode parecer estranha ou desconhecida para muitos fiéis católicos, porém este nome é dado ao quarto tempo da Iniciação à Vida Cristã. Com o significado de conduzir e introduzir nossas crianças ao mistério recém vivido da Eucaristia, a Mistagogia visa aprofundar e despertar nos catecúmenos a consciência da grandiosidade do verdadeiro encontro com a divindade do Corpo e Sangue de Cristo.
Com uma proposta um pouco diferente dos demais tempos, o quarto tempo propõe uma maior proximidade e conhecimento dos catequizandos com as diversas pastorais e movimentos da sua comunidade ou paróquia, como: ação social, CPC, ministério extraordinário da Comunhão Eucarística, coroinhas e grupos bíblicos. Este contato proporciona, além de bons testemunhos de fé, o verdadeiro significado de comunhão e vida em comunidade, onde somos um só corpo e uma só Igreja através da união com Jesus Cristo.
É necessário que entendamos essa comum união (comunhão) como algo fundamental para o fortalecimento da verdadeira Igreja de Cristo. Estamos inseridos em uma sociedade corrompida por falsas felicidades e valores, onde a fé e a verdade são constantemente atacadas nas escolas, mídias, falsas igrejas, partidos políticos e suas ideologias. Faz-se necessário, assim, que o processo de Iniciação à Vida Cristã supere todos esses obstáculos, e isso não é responsabilidade apenas de catequistas e pais, mas sim de todos os cristãos batizados na Igreja Católica.
Na comunidade do Jardim Eucaliptos, o tempo da Mistagogia é vivido por nove jovens que verdadeiramente procuram fortalecer sua fé em Cristo. Busca-se de forma próxima, participativa, alegre e responsável, realizar os encontros com o intuito de despertar e fortalecer a fé, deixando de lado as coisas do mundo. No dia 11 deste mês, o encontro foi conduzido pelo grupo de coroinhas da comunidade. Tal encontro proporcionou aos catequizandos conhecer e entender este belo e gratificante serviço prestado a Deus, além de incentivar nos mesmos a vontade de se tornar um membro do grupo de coroinhas.

 

Eliane Lorenzeth Mateus – Comunidade Nossa Senhora de Lourdes